quarta-feira, dezembro 23, 2009

... e acabou!!!

É, não adianta, pode argumentar o quanto quiser: o ano acaba um ou dois dias antes do Natal. Daqui até dia 31, é aquela coisa: trocar os presentes que você ganhou e detestou, fazer as malas pro revéillon na praia, responder os 3.861 scraps de "Boas Festas" no Orkut e os 97.304 e-mails de "Feliz 2010".
Adoro esse clima de expectativa, de esperança de que o ano que vem seja melhor que o que passou. Mas, ansiosa por natureza que sou, sempre tenho a impressão de que tá demorando muito - dezembro tem 60 dias, afinal?
E seguindo as tradições de fim-de-ano, aqui vai um show do Roberto Carlos uma retrospectiva:

Esse ano, aconteceu muita coisa boa na minha vida, muito mais que coisas ruins - isso é raro.
Conheci gente boa, gente ruim, gente doida, gente centrada, gente que faz, gente que estraga o que tá feito... Chorei, sorri, gargalhei, dei conselhos, recebi uma tonelada, alguns eu segui - outros ignorei.
Me dei bem, me dei mal, me conectei, me fiz de desentendida, me conheci mais um pouquinho, me deixei levar, me iludi, me estranhei, me parabenizei, me entristeci, me recolhi, me apaixonei.
Dormi abraçada com meu filho, briguei com minha irmã, ri com minha mãe, saí com minhas primas, levei bronca dos meus primos, conversei com meu pai, sacaneei meus tios, ganhei carinho das minhas tias - e, por mais um ano, percebi como minha família é essencial pra mim.
Tentei parar de fumar – inutilmente, tomei decisões, treinei o inglês, o espanhol e o italiano, dancei muito, li mais ainda, frequentei a academia religiosamente – por três meses.
Dei mancada, fiz a egípcia, reclamei, briguei, xinguei, pisquei, vacilei, reencontrei amigos - e inimigos - do passado, fiz mais alguns - amigos e inimigos - no presente.
Festejei, tropecei, esqueci, fiz meu melhor, fui a pé, dancei na chuva, perdi tempo, cantarolei, fiquei vermelha, deixei pra lá.
Paquerei, beijei, transei, gozei, amei, broxei.
Telefonei, escrevi, tomei sorvete, devorei uma pizza sozinha, comi muito chocolate, bebi minha cervejinha, sorri pra cada dia de sol e fechei a cara pra cada dia cinza.
Tive TPM, tive ressaca, tive crises existenciais, tive outras chances, tive vontades inconfessáveis.

Mais do que tudo, eu vivi. Vivi cada dia com mais fé que o anterior, e com ainda mais esperança no seguinte.
E é essa força, essa vontade, essa alegria em viver que eu quero pra mim e pra todo mundo nesse Ano Novo!

FELIZ 2010!

sexta-feira, dezembro 18, 2009

Mal-Amada

É triste, mas me identifiquei com a fase de adolescência, na minha turma EU ERA "amigão" dos meninos, hahahaha P.S.: Não que isso tenha mudado, grande parte dos meus amigos é homem, mas pelo menos eu não sou só "dada"!
video

quarta-feira, novembro 18, 2009

A Mulher da Página 194

Recebi por e-mail e não podia deixar passar, já que não comentei sobre o assunto quando virou notícia. Anyway, é velha, mas é pertinente!

A Mulher da Página 194








Texto: Martha Medeiros

Ela é loira e linda. Tem 20 anos. Modelo profissional. Saiu na última edição da revista americana Glamour ilustrando uma reportagem sobre autoimagem, e foi o que bastou para causar um rebuliço nos Estados Unidos. A revista recebeu milhares de cartas e e-mails. Razão: a barriga saliente da moça. Teor das mensagens: alívio. Uma mulher com um corpo real.

Não sei se Lizzie Miller, que ficou conhecida como a mulher da página 194, já teve filhos, mas é pouco provável, devido à idade que tem.
No entanto, quem já teve filhos conhece bem aquela dobrinha que se forma ao sentar. E mesmo quem não teve conhece também, bastando para isso pesar um pouco mais do que 48 quilos, que é o que a maioria das tops pesa. Lizzie não é um varapau - atua no mercado das modelos "plus size", ou seja, de tamanhos grandes. Veste manequim 42, um insulto ao mundo das anoréxicas.

A foto me despertou sentimentos contraditórios. Por mais que estejamos saturados dessa falsa imagem de perfeição feminina que as revistas promovem, há que se admitir: barriga é um troço deselegante. É falso dizer que protuberâncias podem ser charmosas. Não são.

Só que toda mulher possui a sua e isso não é crime, caso contrário, seríamos todas colegas de penitenciária. Sem photoshop, na beira da praia, quase ninguém tem corpaço, a não ser que estejamos nos referindo a volume Se estivermos falando de silhueta de ninfa, perceba: são três ou quatro entre centenas. E, nesse aspecto, a foto de Lizzie Miller serve como uma espécie de alforria. Principalmente porque ela não causa repulsa, ao contrário, ela desperta uma forte atração que não vem do seu abdômen, e sim do seu semblante extremamente saudável. É saúde o que essa moça vende, e não ilusão.

Um generoso sorriso, dentes bem cuidados, cabelos limpos, segurança, satisfação consigo próprio, inteligência e bom humor: é isso que torna um homem ou uma mulher bonitos. Aquelas meninas magérrimas que ilustram editoriais de moda, quase sempre com cara de quem comeu e não gostou (ou de quem não comeu, mas gostaria), são apenas isso: magérrimas. Não parecem pessoas felizes. Lizzie Miller dá a impressão de ser uma mulher radiante, e se isso não é sedutor, então rasgo o diploma de Psicologia que não tenho. Ela merecia estar na primeira página, mas, mesmo tendo sido publicada na 194, roubou a cena.

Que reação a foto causou em você? Repúdio ou alívio?


A verdade é que todas nós somos obrigadas a buscar um ideal de perfeição que não combina com a vida real... A mulher perfeita trabalha (e é muito bem-sucedida); cuida dos filhos e marido (opa! Se AINDA não tem filhos, não está realizada, se não tem marido, namorado, companheiro ou coisa que o valha - se é que ter alguém só por ter vale alguma coisa - é frustrada); cuida pessoalmente da decoração e administração da casa; cozinha que é uma maravilha; é uma verdadeira pantera na cama; malha e cuida da alimentação; se veste bem; conhece todos os assuntos em voga nos jornais; não se abala com o fim de seus relacionamentos - ela é auto-suficiente; arranja tempo para cuidar de sua espiritualidade; controla de forma racional a TPM - isso quando tem; tem sempre tempo para as amigas e seus infortúnios; é o alicerce da família... é, enfim, excelente em tudo que faz ou tem.

Agora me digam: alguém conhece essa mulher? Eu não conheço. Todas as mulheres que eu conheço têm defeitos, sejam físicos, sejam características próprias que fazem parte da pessoa, ainda que possam ser trabalhadas. Olhem em volta e me digam: quantas mulheres com manequim 38 vocês vêem? Quantas vão todos os dias à academia? Quantas não se rendem com prazer - e um pouquinho de culpa - a uma bela fatia de torta de chocolate? Quantas nunca 'rodaram a baiana' num momento de stress? Quantas não choraram copiosamente o final de um relacionamento? Quantas conseguem chegar ao fim do mês com saldo azul no banco?

É... deixa pra lá, ao invés de buscar a perfeição, é muito mais gratificante aceitar suas próprias características (os deuses da perfeição que me desculpem, mas eu não consigo chamar de defeitos): a barriguinha saliente, o apelido de 'nervosinha', o cabelo cacheado, as sardas na pele, a TPM inevitável! Assim, fica muito mais fácil ser feliz e exibir o mesmo sorriso de Lizzie Miller, que eu não sei quanto a vocês, mas é minha mais nova ídola - e modelo de beleza.

sexta-feira, novembro 06, 2009

Momento phophura

Calma, calma, espera, espera...



Pronto! CHEGOU A SEXTA-FEIRA!!!!



Ótimo finde pra todo mundo!!

Piadinha feminista pra fechar a semana

Divisão de bens entre Adão e Eva

Quando Deus criou Adão e Eva, disse aos dois:
- Tenho dois presentes para distribuir entre vocês: um é para fazer xixi em pé e...
Adão, ansiosíssimo, interrompeu, gritando:
- Eu! Eu! Eu! Eu! Eu quero, por favor... Senhor, por favor, por favor, Sim? Ia facilitar muito a minha vida! Por favor! Por favor! Por favor!
Eva concordou e disse que essas coisas não tinham importância para ela.
Então, Deus presenteou Adão.
Adão ficou maravilhado. Gritava de alegria, corria pelo jardim do Éden fazendo xixi em todas as árvores. Correu pela praia fazendo desenhos com seu xixi na areia. Brincava de chafariz. Acendia uma fogueirinha e brincava de bombeiro...
Deus e Eva contemplavam o homem louco de felicidade, até que Eva perguntou a Deus:
- E... qual é o outro presente que será meu?
Deus respondeu:
- Cérebro, Eva... cérebro.

quinta-feira, outubro 29, 2009

Por essas e outras que eu desisti de casar...

POEMA ESCRITO POR ELE (o noivo):

Que feliz sou eu, meu amor!
Já, já estaremos casados,
o café da manhã na cama,
um bom suco e pão torrado

Com ovos bem mexidinhos
tudo pronto bem cedinho
depois irei pro trabalho
e você para o mercado

Daí, vc corre pra casa
rapidinho,arruma tudo
e corre pro seu trabalho
para começar seu turno

Você sabe que de noite
gosto de jantar bem cedo
de ver você bem bonita
alegre e sorridente

Pela noite minisséries
cineminha bem barato
nunca iremos ao shopping
nem a restaurantes caros

Você vai cozinhar pra mim
comidinhas bem caseiras
pois não sou dessas pessoas
que gostam de comer fora...

Você não acha, querida
que esses serão dias gloriosos?
Não se esqueça, meu amor
que logo seremos esposos!


POEMA ESCRITO POR ELA (a noiva):

Que sincero, meu amor!
Que oportunas tuas palavras!
Esperas tanto de mim
que me sinto intimidada

Não sei fazer ovo mexido
como sua mãe adorada,
meu pão torrado se queima
de cozinha não sei nada!

Gosto muito de dormir
até tarde, relaxada
ir ao shopping fazer compras
com o Mastercard dourado

Sair com minhas amigas,
comprar só roupa de marca
sapatos só exclusivos
e as lingeries mais caras

Pense bem,que ainda há tempo
a igreja não está paga
eu devolvo meu vestido
e você seu terno de gala

E domingo bem cedinho
pra começar a semana,
ponha aviso num jornal
com letras bem destacadas:

HOMEM JOVEM E BONITO
PROCURA ESCRAVA BEM LERDA
POR QUE SUA EX-FUTURA ESPOSA
MANDOU ELE IR À MERDA!!!!!!

sexta-feira, outubro 23, 2009

Conselhos para a vida inteira

Mais uma da série "Recebi por E-mail" (sério, recebi de três pessoas diferentes). O e-mail dizia que a colunista responsável pelo texto, Regina Brett, era uma senhora de 90 anos de Cleaveland (sic), Ohio. Como eu não aceito nada que me chegue por e-mail como verdade absoluta antes de pesquisar, descobri que a cronista do 'The Plain Dealer" tem, na verdade, 53 anos - e sim, ela já sabe dessa história de neguinho ter colocado uns bons 30 e poucos anos na comanda dela.
Optei por pegar a lista original, que incluía mais 5 itens além dos 45 do e-mail. Here we go:

 "Para celebrar meu aniversário, uma vez escrevi 45 lições que a vida me ensinou. É a coluna mais requisitada que eu já escrevi. Meu taxímetro chegou aos 50 essa semana (nota: artigo escrito em Maio de 2006), então, aqui está um update:

1. A vida não é justa, mas ainda é boa.
2. Quando estiver em dúvida, apenas dê o próximo pequeno passo.
3. A vida é muito curta para perder tempo odiando alguém.
4. Não se leve tão a sério. Ninguém mais o faz.
5. Pague suas faturas de cartão de crédito todo mês.
6. Você não tem que ganhar toda discussão. Concorde em discordar.
7. Chore com alguém. Tem mais poder de cura do que chorar sozinho.
8. Tudo bem ficar bravo com Deus. Ele agüenta.
9. Poupe para a sua aposentadoria, começando pelo seu primeiro salário.
10. Quando se trata de chocolate, resistir é bobagem.
11. Faça as pazes com o seu passado para que ele não estrague seu presente.
12. Tudo bem se seus filhos te verem chorando.
13. Não compare sua vida com a dos outros. Você não sabe do que se trata a jornada deles.
14. Se um relacionamento tem que ser secreto, você não deveria estar nele.
15. Tudo pode mudar num piscar de olhos. Mas não se preocupe, Deus nunca pisca.
16. A vida é muito curta para longas sessões de lamentação. Se ocupe em viver, ou se ocupe em morrer.
17. Você pode passar por qualquer coisa se estiver a postos para o que vier.
18. Um escritor escreve. Se você quer ser um escritor, escreva.
19. Nunca é tarde para ter uma infância feliz. Mas a segunda depende de você e de mais ninguém.
20. Quando se trata de correr atrás do que você ama, nunca aceite ‘não’ como resposta.
21. Acenda as velas, use os lençóis bonitos, coloque a lingerie bonita. Não guarde para uma ocasião especial. Hoje é especial.
22. Se prepare bastante, depois se deixe levar com a maré.
23. Seja excêntrico agora. Não espere ficar velho para usar roxo.
24. O órgão sexual mais importante é o cérebro.
25. Ninguém é responsável pela sua felicidade além de você.
26. Encare todos os ‘desastres’ com essa frase: “Em cinco anos, vai importar?”
27. Sempre escolha a vida.
28. Perdoe tudo de todos.
29. O que os outros pensam de você não é da sua conta.
30. O tempo cura quase tudo. Dê tempo ao tempo.
31. Não importa quão boa ou ruim uma situação seja, ela vai mudar.
32. Seu trabalho não vai tomar conta de você quando você estiver doente. Seus amigos sim. Mantenha contato.
33. Acredite em milagres.
34. Deus te ama pelo que Ele é, não por algo que você fez ou deixou de fazer.
35. O que não te mata realmente te torna mais forte.
36. Envelhecer é melhor que a alternativa: morrer jovem.
37. Seus filhos só terão uma infância. Faça com que seja memorável.
38. Leia os Salmos. Eles cobrem todas as emoções humanas.
39. Saia todos os dias. Os milagres estão esperando em todos os lugares.
40. Se todos jogássemos nossos problemas numa pilha e víssemos os dos outros, pegaríamos os nossos de volta.
41. Não faça auditoria na vida. Esteja presente e faça o melhor dela agora.
42. Livre-se de tudo que não for útil, bonito ou prazeroso.
43. Tudo que realmente importa no final é que você amou.
44. Inveja é uma perda de tempo. Você já tem tudo que precisa.
45. O melhor ainda está por vir.
46. Não importa como você se sinta, levante, se arrume e apareça.
47. Respire fundo. Acalma a mente.
48. Se você não pedir, não receberá.
49. Ceda.
50. A vida não vem com um laço de fita, mas ainda é um presente."

sexta-feira, outubro 16, 2009

Calaboca

Já dizia minha amadíssima avó: em boca fechada, não entra mosquito.
Já diz o velhíssimo ditado: a palavra é de prata, o silêncio é de ouro.
Então porque raios as pessoas gostam tanto de falar?
No prédio onde eu trabalho, é de lei: é só entrar no elevador, e ainda que você vá descer no primeiro andar, neguinho puxa conversa:

- Que chuva, hein?
(eu) - É.
- Calor, né?
(eu) - É.
- Nossa, que frio!!
(eu) - É.

Vem cá, eu estava na rua. E na minha sala tem janela. Eu sei muito bem como está o clima lá fora. E eu não trabalho na Climatempo.

Pior são as tias do fumódromo. Explico: sou funcionária pública, e aqui uns 80%, pelo menos, já passaram dos 40 - logo, tias. Destes, pouquíssimos NÃO assistem novela. Então, quando vamos fumar, é sempre a mesma balela:

- Menina, você viu a Ivone?
(eu) - Que Ivone? Do 3º andar?
- Não, da novela!
(eu) ¬¬

Oi, eu não assisto novela. Não, nem a das oito. Foda-se que tá 'pegando fogo'.

Na academia, um cara veio puxar conversa comigo na esteira. Na ES-TEI-RA.
- Oi!
(eu) (Puff, puff, puff) Oi!
- Nossa, você é muito metida!
(eu) (olhos arregalados, arfando) Eeeeeu?!?! Por quê?!?!
- Ah, você não fala com ninguém daqui.
Eu tô correndo, suada, com o coração na garganta e o bonito quer conversar? De que jeito? E helô-ôu, eu não conheço ninguém lá. O máximo que eu posso fazer é chegar e dar boa-noite, ou no máximo um sorrisinho, mesmo. O que eles querem? Um "oi, bonitão, que bíceps, hein?"? Me poupe.

Particularmente, não vejo nada demais no silêncio. Não é porque você sabe o nome de uma pessoa que é obrigado a ter assunto. E se não tem, pra que procurar? É aquela frase: "fica quieto só um pouquinho pra eu gostar mais de você."


quinta-feira, outubro 15, 2009

Dicionário Geográfico Ilustrado

Já ouviu que "tal lugar é o cu do mundo"?
Alguma vez exclamou que algo era "alto pra caralho"?
Esses lugares existem!!



Viu? Sem Assunto também é cultura!
=*

sexta-feira, outubro 09, 2009

I'ma Let You Finish

Todo mundo sabe do King Kong que o Kanye West pagou no VMA desse ano (se não sabe, desinformado, clica aqui). E como em nossos hilários tempos, tudo, absolutamente TTTUUUDDDOOO vira piada... já criaram o YoImaLetYouFinish, com paródias sensacionais tirando um sarro com o 'justiceiro'.


Só pra constar:



Para Beatlemaníacos


Para religiosos (e meio nerds)

Para maldosos - humor negro ruleia

Para saudosos



Mas o melhor... o top-top-top (plo menos na minha modesta e humilde opinião) tinha que vir de um... bra-si-lei-ro.

Thanx, JB!

quarta-feira, outubro 07, 2009

Ah, o amor...

Recebi um e-mail tão lindo... mas tão lindo... que PRECISO compartilhar:

Subject: Vc não me percebe!!
Volta pra mim... As horas estão passando e eu não consigo acreditar que tudo acabou.

Você fez parte das horas mais incriveis e deliciosas da minha vida.
Escuto o barulho da chuva e ela me faz sentir o quanto a solidão é dolorida, a sua falta está acabando comigo.
Fecho meus olhos e vejo seu rosto sorrindo para mim e dizendo que me ama. Nos meus sonhos, das poucas horas que consigo dormir, vejo e sinto teu corpo junto ao meu. Quando acordo e lembro da dura realidade, sem você as lágrimas correm no rosto.
Por favor, volta pra mim. Não estou conseguindo viver sem você. Um relacionamento como o nosso não se dissolve da noite para o dia. Eu ainda te amo muito. Quero você sempre ao meu lado, porque ainda te amo demais... Essa mensagem vai ajudar lembrar de mim...!!

Depois dessa melação toda, seguia um link muito do suspeito.
Então é isso, primeiro eles apelavam para "Enlarge your penis", depois aqueles golpes de "herança de milionário da Nigéria", depois tentavam enganar os incautos com fotos, ou "da nossa festa, ficaram ótimas!", ou "é mesmo vc nessa foto?"
Como tudo isso ficou manjado, agora eles apelam para o romantismo. Não é lindo isso?
¬¬

sexta-feira, setembro 25, 2009

Nem vem com explicações...

Deus criou o mundo em 7 dias.
No sétimo dedicou-se a ouvir as reclamações.

A primeira a apresentar protestos foi A GIRAFA:
- Pô, Deus! Que sacanagem é esta? Este meu pescoço enorme é ridículo!
- Calma, dona Girafa! Tudo foi muito bem pensado. Com esse pescoço comprido, além de a senhora poder comer as folhas mais tenras, do alto das árvores, vai poder perceber a aproximação do inimigo antes dos outros animais e assim se defender.
A girafa ouviu as explicações e ficou convencida de que Deus, afinal,
tivera uma boa idéia.

Logo depois entrou O ELEFANTE, injuriado:
- Poxa vida, Deus! Eu sou enorme de gordo e tenho esta tromba toda na minha cara. Isto é sacanagem!
Deus, pacientemente, explicou:
- Com esse tamanho todo, nem o Leão, que é o rei da selva, terá coragem de te enfrentar e, além do mais, graças a essa tromba, você é o único animal que pode tomar banho de chuveirinho...
O elefante ponderou e chegou à conclusão que Deus tinha razão.

O terceiro bicho da fila era A GALINHA, que já entrou metendo o pé na porta:
- NEM VEM COM EXPLICAÇÕES! OU AUMENTA O CÚ, OU DIMINUI O OVO!!!

O verdadeiro Joãozinho!

video

segunda-feira, setembro 21, 2009

Sinceridade é tudo!

Quem me conhece sabe: eu detesto receber flores. Pra mim, é um presente nada original. Todas as vezes que recebi flores foram pedidos de desculpas - e pra mim, prova irrefutável de que o cara não me conhecia AT ALL! Logo, os pedidos de desculpas até foram aceitos, mas o affair acabou por ali mesmo.

Aliás, isso me lembra outra história de flores: um ex-chefe meu esqueceu do aniversário de casamento - detalhe: PRIMEIRO aniversário de casamento. A mulher dele mandou um vinho com um cartão pra empresa, e ele estava saindo pra uma reunião externa. Me pediu desesperado para eu comprar flores e enviar pra ela, jogou o cartão de crédito na minha mão e saiu correndo. Eu, eficiente como sempre, comprei as flores online (confesso que até perdi um certo tempo escolhendo, mas acabei comprando a que achei mais bonitinha, já na terceira página) e liguei para um amigo que trabalhava na empresa, pedindo para agilizar a entrega. No dia seguinte, meu chefe chegou todo pimpão: eu tinha comprado exatamente as flores preferidas dela. Ele ganhou uma noite de sexo selvagem. Mas os DVDs da primeira temporada de Supernatural que ele me prometeu não chegaram até hoje.

¬¬

Mas o que eu ia dizendo, mesmo? Ah, sim!
hehehe
Tava no Cogumelo Louco e achei a melhor coisa do mundo: Blunt Cards. Cartões sinceros para pessoas sinceras - e que não suportam presentes fúteis e frescurinhas.


Em homenagem ao Serra.


É, PP ninguém merece!

BjsNÃOmeliga

Sabe contar?


Penso isso o tempo todo

Homens, sempre delicados

A ME-LHOR!!! Meu novo lema de vida!

Dirigindo sob o efeito de drogas

DORGAS MANO, DORGAS!


video

domingo, setembro 20, 2009

Triste, tristinha

... aí essas palavras vieram BEM a calhar:


"A vida é boa demais para ficarmos preocupados com fofocas, com ex, com amigos falsos, com aquela pessoa que julgamos ser a pessoa de nossas vidas ou com as desilusões que sofremos.

Então ABSTRAI!

Esqueça os problemas bobos e viva a vida intesamente, aproveite todos os momentos e faça de sua presença especial.
Porquê:
Desilusão não mata, ensina a viver
Perdoar não é esquecer, é lembrar sem mágoas
Amigos de verdade não são falsos
Tudo na vida se supera
E o povo fala de qualquer jeito..."


quinta-feira, setembro 17, 2009

Literatura OBRIGATÓRIA

Simplesmente sensacional, mulherada:




Sinopse:
Se você se interessou por este livro é porque, além de querer dar umas boas risadas, está apaixonada por um idiota. Mas não se preocupe - afinal, quem nunca se apaixonou por um idiota que atire a primeira pedra. Infelizmente, ainda não inventaram um aparelho que toque um bipe cada vez que um idiota se aproxima, então, o melhor é ler este livro para conhecer as características que ele apresenta para ficar beeeem longe.

Precisa dizer mais alguma coisa?

Precisa, sim: não é meu caso. No momento. ;)

quarta-feira, setembro 16, 2009

Pequenas frases, grandes conselhos

Crie filhos em vez de herdeiros.

Dinheiro só chama dinheiro, não chama para um cineminha, nem para tomar um sorvete.

Não deixe que o trabalho sobre sua mesa tampe a vista da janela.

Não é justo fazer declarações anuais ao Fisco e nenhuma para quem você ama.

Para cada almoço de negócios, faça um jantar à luz de velas.

Quantas reuniões foram mesmo esta semana? Reúna os amigos.

Trabalhe, trabalhe, trabalhe. Mas não se esqueça, vírgulas significam pausas.

quinta-feira, setembro 03, 2009

Musiquinha do dia

Eu reclamo e as coisas melhoram... ADORO!!
Na correria que eu tô essa semana, nem postei ontem e hj só dá pra postar a musiquinha do momento - me descreve tão bem...

Sweet About Me - Gabriella Cilmi

Ooh, watching me
Hanging by a string this time
Don't, easily
The climax of the perfect lie
Ooh, watching me
Hanging by a string this time
Don't, easily
Smile worth a hundred lies

If there's lessons to be learned
I'd rather get my jamming words in first, so
Tell you something that I've found
That the world's a better place when it's upside down, boy

If there's lessons to be learned
I'd rather get my jamming words in first, so
When your playing with desire
Don't come running to my place when it burns like fire, boy

Sweet about me
Nothing sweet about me, yeah

Blue, blue, blue
Waves, they crash
As time goes by
So hard to catch
Too, too smooth
Ain't all that
Why don't you ride
On my side
Off the tracks

If there's lessons to be learned
I'd rather get my jamming words in first, so
Tell you something that I've found
That the world's a better place when it's upside down, boy

If there's lessons to be learned
I'd rather get my jamming words in first, so
When your playing with desire
Don't come running to my place when it burns like fire, boy


segunda-feira, agosto 31, 2009

Está na hora de apagar a velinha...

... vamos cantar aquela musiquinha:

Parabéns pra você!


E no finde passado foi aniversário da Freguesia do Ó, meu bairro, o melhor bairro de São Paulo!

Óbvio que eu usei isso como desculpa para tomar cerveja, mas vale destacar: eu amo meu bairro. É brega, é clichê, eu sei, mas eu não troco o lugar onde nasci e cresci por nenhum outro lugar. Ainda não tem metrô - e todo mundo pergunta: "É perto de Pirituba, né?" "Lá é zona norte?"

Maaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaas...

Na Frega ainda existem pracinhas. E melhor, pracinhas com vovôs jogando bocha.

Tem Frangó. E a coxinha do Frangó.

Tem boteco, tem bar e tem bar-boteco.

Tem casa de muro baixo e portão sempre aberto.

Tem baladinha, tem snooker bar, tem karaokê.

Tem pagode, tem rock'n roll, tem MPB.

Tem açaí, tem sorveteria, tem pastelaria.

Tem tudo e mais um pouco.

É por isso que eu amo meu bairro!





quinta-feira, agosto 27, 2009

Cantando e dançando (literalmente)

Nada mexe mais com os brios femininos do que cantadas. Se bem-feitas, são uma massagem e tanto no ego. Se mal-feitas, levam-nos a amaldiçoar a raça humana por ter representantes masculinos tão idiotas.
A cantada mal-feita começa SEMPRE com uma inconveniência. Ou o cara faz sinalzinho pra você, ou chega sem o menor aviso prévio, já com um "Eaêz, miná?" na ponta da língua. É o tipo da coisa que nos faz revirar os olhos e querer socar as amigas que riem da nossa cara.
Ainda existe o pior subtipo de cantada mal-feita: a cantada de pedreiro. Tenho uma amiga que sempre brincava dizendo que, quando estava com a auto-estima baixa, passava em frente à alguma obra, só pra ouvir os trabalhadores gritando "Gostosa!". Isso é um pouco demais, admito, mas enfim... Eu, particularmente, fico tentando entender a intenção por trás do 'Gostosa!' na rua. O que o cara acha? Que eu vou virar e perguntar se ele quer provar?
Pior que os gritos, só mesmo 'a sugadinha', aquele 'assovio ao contrário' que mais parece que o cidadão tá com dor-de-dente. Isso é de querer morrer de catapora galopante. É irritante, é vulgar, é atenuante para agressão. Ficadica.
E na balada? Aquele cara que pega na mão, no braço, no cabelo da gente. Dá vontade de sentar a mão na cara do folgado para ele se ligar. Aliás, podia valer o Código de Hamurabi nessas horas: tocou sem permissão, terá as mãos cortadas. Seria simples e pouparia muita mulher por aí de passar pela mesma coisa.
Se o cara conseguiu chegar na mulher, vem a pior parte. A hora em que ele abre a boca e deixa fluir toda a sua perspicácia. E tome o clássico 'Você vem sempre aqui?', dito naquele tom maroto, fanfarrão... a verdade é que ele não faz A MENOR IDÉIA de como chegar em uma mulher, então usa uma frase manjada, querendo parecer descolado porque ele sabe que você sabe que a frase é brega, então se ele usar a frase sorrindo, você vai pensar que ele é mega-fucking esperto por ter revertido a cafonice em uma coisa cool. Entendeu? É, nem ele.
Tem também o cara que pede pro amigo vir falar com você. 'Meu amigo quer te conhecer', para mulheres, é o equivalente a 'Meu amigo é tão feio que teve medo de vir até aqui e você sair correndo'. Ou ainda 'Meu amigo é tão babaca que não conseguiu pensar numa maneira de vir conversar com você, então mandou outro abestalhado - que sou eu - pagar esse mico por ele'. Seja o que for, é patético.
Tem o 'bobo-cafa': é aquele que, não importa o que você diga, encontrará uma forma de levar a conversa para a sacanagem. Do tipo que, se você comentar que notou o piercing na língua dele, vai chegar no seu ouvido e dizer 'Você não imagina o que eu sou capaz de fazer com esse piercing'. Isso aconteceu comigo no último finde. Minha resposta? 'Engasgar até a morte você não consegue, não? Tenta...'
Outra que aconteceu comigo, também envolvendo bobos-cafas (acho que estou cercada por esses tipinhos por todos os lados, não é possível), foi encontrar o bobo-cafa-FEIO. O cara ficava repetindo ad infinitum que se eu desse uma chance para ele, naõ ia me arrepender. Quê? Eu já estava arrependida de ter deixado ele puxar conversa. Simpatia é uma qualidade ou um karma?
A verdade é que cantada boa é aquela que começa com um olhar, evolui para um sorriso, continua com uma aproximação discreta e culmina em um bom papo. Como conseguir? Basta ser HOMEM. Ficadica.²

Just might be fifteen

Estou eu a caminho do trabalho com meu fone de ouvido. Eu vou passando de rádio em rádio até achar algo bom de ouvir, não tenho uma rádio 'do coração', começou falatório ou comercial, é automático: PRÓXIMA! - com exceção do Estádio 97, hehehe

Aí, dia desses, ouvi uma musiquinha e achei legalzinha. Reparem nos diminutivos: musiquinha porque, óbviamente, não era nenhuma obra-prima do cancioneiro contemporâneo, logo não me despertou assombro.

Mas curti a letrinha, a melodiazinha, etc, etc. Quando a musiquinha acaba, vem a surpresa... o locutor anuncia:

" ... vc acabou de ouvir JONAS BROTHERS - PARANOID!"

Rapá, minha cara foi no chão. Será que tenho 15 anos de novo??!?!?!!?!?!?







É difícil definir qual deles é mais macho. Mas admito: acho que eu faria o do meio, se fosse necessário para a salvação do mundo.

terça-feira, agosto 25, 2009

Indignação... indigna inação

Eu sabia. Até que tava demorando. Hoje recebi um e-mail sugerindo um 'panelaço' pro próximo dia 07 de setembro, para "demonstrar nossa indignação com os escândalos do Senado".
Tá.
Então...
Foco!
Panelaço é o cacete!
Que tal 'demonstrar sua indignação' VOTANDO DIREITO nas próximas eleições?
O brasileiro não sabe votar. Política nesse país é uma piada, e pior, sem graça. Ou dá pra colocar fé num povo que elege Clodovil deputado?
Aí neguinho vira e diz: "Ah, eu não gosto de política..." Isso me ferve o sangue. Presta atenção, quadrúpede: TODA ESSA SUA VIDINHA DE MERDA está atrelada às decisões que ELES tomam. Votar em qualquer um, no cara que tinha o santinho mais bonitinho, no que apareceu no seu bairro distribuindo plaquinhas pra você colocar no portão, é de uma estupidez que beira a necessidade de internação.
Aliás, você se lembra em quem votou pra deputado estadual na última eleição? E federal? E senador? Não lembra, né? Então que moral você tem pra reclamar? Você colaborou! Você colocou lá em cima, pra reger sua vida, uma pessoa da qual você não lembra O NOME!
Aí você pode dizer: "Ah, mas não faz diferença, é tudo farinha do mesmo saco!" E eu digo: "Realmente, SEU voto não faz diferença mesmo, já que você é uma anta, e anta nem deveria votar!" Para mim, quem acha que não faz diferença é tão panaca quanto os responsáveis por esses movimentos de sofá. Colocar no seu avatar do orkut um "Fora, Sarney" não vai tirar nem ele nem os cupinchas dele do Senado - ou será que você ainda não percebeu isso? MEXA-SE.
No país do rabo-preso, ninguém quer se comprometer. E tome senador fazendo biquinho, ameaçando renúncia e voltando atrás. E tome vergonha alheia - da nossa parte, porque ali ninguém tem vergonha há muito, muito tempo. E tome pizza. Eu já estou de saco cheio dessa dieta, e você? MEXA-SE!
É difícil? É. Mas é uma revolução de costumes e modo de pensar que tem que começar de alguma forma. Eu faço a minha parte em todas as eleições: não voto em branco, não voto em legenda, não voto em qualquer um. Procuro conversar com meus amigos a respeito - eu não falo só bobagem, caramba! Quero criar meu filho com consciência política e cidadã. E se você que está lendo esse texto parou, nem que seja só um pouquinho, pra pensar em quais botões vai apertar em 2010, então eu já fiz muito.
Só que tem uma coisa: eu não pretendo parar. E você?

A nossa indignação
É uma mosca sem asas
Não ultrapassa as janelas
De nossas casas

Indignação / Skank

quinta-feira, agosto 20, 2009

Etiqueta Sexual Ilustrada (anexo para o post abaixo)

Isso são seios:


Servem basicamente para amamentação, mas também são utilizados para diversão de adultos. Permitido tocar, lamber, chupar, até mordiscar.

Isso são bolinhas anti-stress:



Essas você pode APERTAR COMO SE FOSSE ARRANCAR A ALMA, AMASSAR COMO SE FOSSE MASSA DE PÃO, MORDER COM FORÇA ASSASSINA, TENTAR ANIQUILAR, tudo tranquilamente, são bem mais resistentes.

quarta-feira, agosto 19, 2009

Etiqueta Sexual para Iniciantes (ou não)

Ontem, mesa de bar, turma reunida, cerveja rolando... e como em 99% dos casos, começa-se a falar sobre o quê? Sexo, claro. Impressionante como a máxima "Sexo: melhor que fazer, só falar sobre" casa direitinho com esses momentos!
Enfim, conversa vai, conversa vem, um amigo meu ficou surpreso quando eu disse que mulher também broxa, e quis saber em quais situações isso acontece. Com a ajuda das meninas, lembrei das saguintes situações - claro que varia de mulher pra mulher, mas pra mim todas são válidas:

1. Guia de Mãos
O casal tá lá, beijo vai, beijo vem, o amasso começa a pegar fogo e o que o cara faz? Pega a mão dela e começa a forçar em direção ao... 'meninão' (putz, como eu odeio esses apelidos, hahaha). Rapaz... vamos combinar? Em primeiro lugar, a mulher sabe que você quer que ela pegue. Em algum momento, ela vai pegar, até porque ela também quer conferir o material. Em segundo lugar, ELA SABE MUITO BEM ONDE FICA, NÃO PRECISA DE GUIA. Que coisa chata! Deixa a coisa fluir, nada de afobação.

2. Chupa!
Essa é com certeza a mais broxante de todas: o cara tá lá, todo carinhoso, chamando de princesa, linda e tudo o mais, e de repente, não mais que de repente - depois de guiar a mão dela - o que ele faz? Manda um "CHUPA!"
¬¬
Assim, do nada, o ser humano que estava ali escafedeu-se e ficou no lugar um ogro que nem de longe é simpático como o Shrek. Broxada feminina na certa. Claro que falar sacanagem é permitido (para algumas é obrigatório, até), mas essa mudança abrupta de clima é foda. Ou melhor, tira a vontade da foda.

3. Chupa! soft version
Aí o casal está nas preliminares. Aí a mulher, toda sexy, está beijando o cara. E desce pelo pescoço, e chega no peito, e vai descendo... aí o caboclo acha que uma boa idéia para acelerar o processo é EMPURRAR a cabeça dela.
OH... MY... GOD!
Sério? Sério mesmo? É necessário? NÃO, NÃO É. Ela vai chegar lá, meu querido, ESPERA! Curte a sensação, com calma, o mundo não acaba daqui a 30 segundos e se acabar, a última coisa que você quer é ela parando tudo e reclamando desse seu jeitinho delicado.
Ah, isso também vale para, na hora em que ela está lá, te dando aquela infinidade de sensações e faz menção de sair, e você, garoto esperrrrrrrto, segura ela. PELAS ORELHAS. Se é comigo, eu mordo.

4. O Íncrivel Homem de Uma Transa Só
O cara leva a mulher pro motel - ou pra casa dele, tanto faz, só não vale drive-in ou mato. A mulher se prepara para uma noite sensacional e o que acontece? Ele dá uma e dorme. No dia seguinte, acorda e só. Nenhum sinal de que vá rolar de novo, pelo menos não dessa vez. Show, né? Se era para dormir, deixasse ela em casa.

5. Chupa! - é, de novo
Esqueci de comentar essa parte. Homens dizem que não gostam de preliminares, mas o 'bola-gato' é obrigatório, né? Ah, que gracinha! Querem receber sexo oral? Pois bem, é dando que se recebe, faça primeiro! Tome a iniciativa, ela vai adorar! Garanto que se for bom, ela vai fazer de muito bom grado. Se for MUITO bom, ela vai querer devolver em dobro. Se for SENSACIONAL, ela vai fazer tudo que você pedir. Então se esforce. 10 minutos não vão te matar - e a recompensa depois vale MESMO a pena.

6. Dói, um tapinha não dói, um tapinha não dói, um tapinha não dói
Nananinanão, meu querido. Dói, SIM. Vai com calma que isso na sua frente é uma mulher, não seus amigos do futebol que você cumprimenta com tapas nas costas capazes de fazer neguinho cuspir o pulmão. Deixar marcas na LEMBRANÇA é muito bom, mas HEMATOMAS são dispensáveis.
E tapa na cara, só se ela pedir. Você não ia gostar de levar um, ia?
IMPORTANTE: Se ela pedir, insistir, pedir de novo, gritar, dizer que você não é homem, mandar bater direito, PARE TUDO e dê um banho de água fria na louca.

É isso aí, vivendo e aprendendo, né não?
;)

segunda-feira, agosto 10, 2009

Como explicar sem ofender

Um homem de 85 anos estava fazendo seu check-up anual. O médico perguntou se ele estava se sentindo bem e ele respondeu:
- Nunca me senti tão bem. Minha nova esposa tem 18 anos está grávida, esperando um filho meu. Qual a sua opinião a respeito, doutor?
O médico refletiu por um momento e disse:
- Deixe-me contar- lhe uma estória:
Eu conheço um cara que era um caçador fanático, nunca perdeu uma estação de caça. Mas, um dia, por engano, colocou seu guarda-chuva na mochila em vez da arma.
Quando estava na floresta, um urso repentinamente apareceu em sua frente.
Ele sacou o guarda-chuva da mochila, apontou para o urso e... BANG, o urso caiu morto.
- HA!HA!HA! Isto é impossível - disse o velhinho - algum outro caçador deve ter atirado no urso.
- Exatamente.

quinta-feira, agosto 06, 2009

Expressões femininas e seus reais significados

Chupinhado descaradamente do blog da Sô:

1 - "Certo": Esta é a palavra que as mulheres usam para encerrar uma discussão quando elas estão certas e você precisa se calar.

2 - "5 minutos": Se ela está se arrumando significa meia hora. "5 minutos" só são cinco minutos se esse for o prazo que ela te deu para ver o futebol antes de ajudar nas tarefas domésticas.

3 - "Nada": Esta é a calmaria antes da tempestade. Significa que ALGO está acontecendo e que você deve ficar atento. Discussões que começam em "Nada" normalmente terminam em "Certo".

4 - "Você que sabe": É um desafio, não uma permissão. Ela está te desafiando, e nessa hora você tem que saber o que ela quer.... e não diga que também não sabe!

5 - Suspiro ALTO: Não é realmente uma palavra, é uma declaração não-verbal que frequentemente confunde os homens. Um suspiro alto significa que ela pensa que você é um idiota e que ela está imaginando porque ela está perdendo tempo parada ali discutindo com você sobre "Nada".

6 - "Tudo bem": Uma das mais perigosas expressões ditas por uma mulher. "Tudo bem" significa que ela quer pensar muito bem antes de decidir como e quando você vai pagar por sua mancada.

7 - "Obrigada": Uma mulher está agradecendo, não questione, nem desmaie. Apenas diga "por nada". (Uma colocação pessoal: é verdade, a menos que ela diga "MUITO obrigada" - isso é PURO SARCASMO e ela não está agradecendo por coisa nenhuma. Nesse caso, NÂO diga "por nada". Isso apenas provocará o "Esquece").

8 - "Esquece": “Foda-se!”

9 - "Deixa pra lá, EU resolvo": Outra expressão perigosa, significando que uma mulher disse várias vezes para um homem fazer algo, mas agora está fazendo ela mesma. Isso resultará no homem perguntando "o que aconteceu?". Para a resposta da mulher, consulte o item 3.

10 - "Precisamos conversar": Ferrou, você está a 30 segundos de levar um pé na bunda.

11 - "Sabe, eu estive pensando...": Esta expressão até parece inofensiva, mas usualmente precede os Quatro Cavaleiros do Apocalipse...

quarta-feira, agosto 05, 2009

Coisa de mulherzinha

Na Revista Época de semana passada tem um artigo sobre a "chick lit", a chamada literatura de "mulherzinha". Nessa classe se enquadram O Diário de Bridget Jones, Sex and The City e Melancia, só pra citar os que eu já li - e portanto posso falar com propriedade que são ótimos.

Mas o que me chamou mesmo a atenção no artigo foi uma frasezinha da escritora Stella Florence, surpreendentemente uma brasileira no meio da fauna chick lit estrangeira:


Quando eu li isso, pensei "AIMEODEOSDOCEO eu sou fã dessa molieeeeeeer!!!!"

Porque veja bem - é, eu sei, desculpas sempre começam com vejabem, mas não é o caso - essa é a mais pura verdade. Se a mulher QUISER, vai transar e pronto.

Deu tesão? Transa, ué. Pra quê se segurar, se reprimir, se fazer de santa, inventar joguinhos de sedução? Pra não sair como fácil? Pois é, às vezes pode até dar certo. Mas vale a pena? Quanto tempo até a máscara cair? E quem disse que não dar no primeiro encontro é garantia de que vai haver um segundo?

Sempre brinco que homem é assim: se você dá, é fácil; se não dá, tá fazendo cu doce. A verdade é uma só: a maioria ainda não tem cabeça para admitir que uma mulher que transa no primeiro encontro não é uma vadia, mas sim, entender que ELE despertou aquele tesão. O que não significa necessariamente que TODOS os outros caras com quem ela saiu tenham tido o mesmo efeito sobre ela - logo, não, meu filho, ela não transa com todo mundo, mas quis transar com você. Aproveita, retardado!!

Agora, se o cara não é capaz de desenvolver um raciocínio tão simples, então ele não vale mesmo a pena. Como diz Stella - minha mais nova guru, hehehe -, tá na cara que não vai dar certo. Simplesmente porque, ao contrário de uma mulher inteligente, ele se atém a preconceitos e padrões morais ultrapassados e ridículos. E quem quer um babaca assim?

Eu? Eu não, obrigada.

quinta-feira, julho 30, 2009

Fantasias

Daqui a um mês tenho uma festa a fantasia pra ir. Decidi procurar uma fantasia diferente, sair do manjado, enfim, causar - como eu quase não gosto.
Bem... Google à mão, lá vamos nós. Achei algumas coisas legais, mas um site me chamou a atenção ESPECIALMENTE e parei tudo só pra navegar nele. Por quê? Vamos lá:



Eu pensei que era um ovo de Páscoa, mas não. É um saco. Um saco. Um SACO.
Por quê, em nome de Deus, alguém iria a uma festa fantasiado de saco?



Em tempos de gripe suína, essa coisa fica ainda mais pavorosa.



Volta pra Pokebola, pelamoooooooooooor



Comentários? Pra quê?



Mônica. Depois de um desastre nuclear. Se Mauricio de Sousa der uma olhadinha nisso, é processo na certa. E ele tem toda razão.



Peraí que eu vou vomitar e já volto.



Imagina uma criança ver isso e depois ouvir "Nana, nenê, que a Cuca vem pegar..."



Quando você acha que já viu tudo...




Eu podia jurar que isso é um touro estrábico, mas a foto estava salva como "bode".



Verdura modificada geneticamente vale?



O_O



Na 5ª série eu tinha um adesivo no fichário escrito "Eu acredito em Smurfs". Mas não era desse tipo, saído de um filme de zumbis.



Por que os bichos são tão cagados? O que é isso brilhante? Nem é bom perguntar...



Elvis, revire-se no túmulo: ISSO é uma ro-quei-ra.



Não podia faltar uma infantil... meu filho não vestiria isso nem em um milhão de anos!



Japa, Japa Girl... Iiiiiiiiiiiiiiin Brazil...



Só me veio uma coisa à cabeça quando vi isso: HUAHAUAHUAHAUAHUAHAUAHUAHAUAHUA!!!



Pra finalizar, matadora de cobras. Vou broxar TODOS os caras da festa.

Pra ver mais, clicaki.

terça-feira, julho 28, 2009

Tira dedicada às minhas amigas sem-noção


Letras pulando, piscando, dançando, pontuação "animada", bichinhos, bebezinhos, bonequinhas aparecendo... É um programa de mensagens instantâneas ou uma viagem de LSD?


Do Tiras do Sabiá, via JB.

sexta-feira, julho 24, 2009

Dinheiro na mão, calcinha no chão, dinheiro sumiu, calcinha subiu!

Muito bom esse stand-up da Rachel Ripani... Várias dicas, hahahahaha

video

Para todo mundo, um ótimo fim-de-semana!
E que Deus abençoe os políticos do nosso Brasil - é, ando meio deprimida com o noticiário. Vergonha alheia mode ON!

quinta-feira, julho 23, 2009

Carta ao Presidente

Caro Presidente:
É triste, mas tenho que admitir que sou uma pessoa comum.
Meu dia-a-dia não é nada interessante... acordo cedo (sabe como é, moro em São Paulo e pessoas comuns enfrentam o trânsito todo dia, não têm helicópteros...), tomo café-da-manhã com meu filho; aliás, é a melhor parte do meu dia, apesar de estarmos ambos com sono, ainda "esquentando o motor" pro restante do dia. Eu o levo pra escola pública onde ele passa o dia, isso quando tem aula, sabe como é, pessoas comuns não têm dinheiro para pagar uma escola particular, temos que nos contentar com o ensino deficitário para nossas crianças... É complicado, paguei caro pelo uniforme, pago a APM todo mês, gastei uma fortuna em material escolar - mas sinto o desconforto inevitável de que não tenho retorno em ensino de qualidade. Diga-se de passagem, sempre estudei em escola pública - ainda me lembro de um ano em que praticamente não tive aula, por causa das greves. Mas na época até que tínhamos um pouco de qualidade, acredito eu que mais devido aos ótimos professores que eu tinha do que à boa-vontade dos governantes. E quem ia mal nas provas, re-pe-ti-a. Não tinha essa de passar analfabeto, não. Bons tempos, viu, presidente? Mas é comum sentir saudades do passado, né? Fazer o quê, sou só uma pessoa comum.
Depois de deixar meu filho na escola, vou para o ponto de ônibus. Tenho que correr, pois se perder um, outro demora muito a passar. Quase sempre consigo viajar sentada, mas se entra um idoso, uma mãe com criança de colo ou coisa parecida, acabo dando o meu lugar. Sabe como é, essas pessoas saem cedo de casa para ir ao médico, para resolver sua vida (provavelmente passarão o dia inteiro esperando atendimento - SE conseguirem), e eu tenho que me solidarizar, são pessoas comuns como eu.
Esse trajeto dura uma hora e meia, mais ou menos, e aí eu chego ao centro. Vejo gente correndo pra chegar no horário, com aquele rosto cinza de cansaço que todo mundo tem de manhã... quer dizer, todo mundo que é comum. Acredito que nesse horário só pessoas comuns estão chegando ao trabalho. A mesma coisa se repete no final da tarde. As mesmas pessoas comuns estão voltando pra casa, cansadas e com a certeza de que vão enfrentar mais trânsito, mais aperto no ônibus, trem ou metrô, mais estresse... Mas pessoas comuns são assim, o senhor acredita? Elas passam por isso todos os dias, cinco, seis, sete dias por semana. Sim, é verdade, trabalhamos a semana INTEIRA. Não estranhe, é assim mesmo, somos pessoas comuns.
O meu salário... bom, meu salário é uma piada, né, Presidente? Só rindo, mesmo... É uma pena, mas não consigo guardar um dinheirinho pra viajar num feriado, levar meu filho pra passear, nem que seja na praia mais fuleirinha. É que, sendo comum, tenho que pagar passagem de ônibus. Avião?!?!? Imagina, nem parcelando. E no meu trabalho, não temos cotas, sabe? Só o vale-transporte, mesmo. Sou comum.
Minha mãe é aposentada. É uma alegria pra mim - apesar da aposentadoria dela ser por nós chamada carinhosamente de VERGONHA - , porque ela trabalhou muito, em dois empregos, para dar para mim e para minha irmã a educação que tivemos. Meu pai ainda não pôde se aposentar, é muita burocracia, e olha que ele já trabalha há muito mais de oito anos, hein? Meus pais sempre exigiram boas notas, chamar os professores de "senhor", e carrego isso pra sempre na minha vida. Eu nunca tive todos os brinquedos e bobagens que pedia, todo o conforto e luxo que eu via na TV e nas revistas. E, olha, cá entre nós, não sei se o senhor vai acreditar, mas eu nunca fui à Disney. Sabe por quê? Porque sou comum.
Minha casa é própria, graças a Deus, mas o IPTU... tá caro, viu, Presidente? E no meu trabalho não dão auxílio-moradia, às vezes me entristece, porque seria tão bom... Imagina, ser "bancada" pela empresa num apartamento? É, mas fica só no sonho... Eu sou comum, né, Presidente.
Nossa, e se eu indicar um parente ou amigo pra trabalhar na empresa? É fogo, porque tudo que a outra pessoa fizer é responsabilidade minha também. Preciso ficar atenta, nunca indicar alguém que não tenha competência ou não seja qualificado, a penalizada serei eu. Fazer o quê, sou mesmo uma pessa comum.
Pago um convênio médico para mim e meu filho. Compromete meu orçamento, mas foi o único jeito que encontrei de poder ir ao médico quando preciso, e não esperar três ou quatro meses por um agendamento, isso SE tiver médico no dia. Foi o único jeito que encontrei de marcar um horário e ser atendida naquele horário - porque, não sei se o senhor sabe, se eu chegar atrasada no trabalho... me descontam o atraso, sabia? Gente comum é assim.
O engraçado, Senhor Presidente, é que pago meus impostos em dia. Arco com todas as responsabilidades de ser cidadã desse país que, não se engane, eu AMO de verdade. A cada eleição, eu ouço tudo que me é prometido, e mesmo não acreditando muito, dou um voto de confiança aos políticos que escolho não pela campanha, pela carinha bonita, pelo índice de popularidade, pelos padrinhos políticos - mas pelo retrospecto e competência. Doce ilusão, não é? Porque as pessoas que estão no poder, embora não pareça - e eu sei que o senhor não vai concordar comigo - são PESSOAS COMUNS. Devem, sim, respeito à enorme massa que é o povo brasileiro. Devem, sim, satisfações dos seus atos, e merecem, SIM, punições por seus erros. Porque eu, senhor Presidente, EUZINHA aqui, se cometer um erro, um deslize ou um crime, seja pequeno, médio, grande, vou pagar por ele, não tenha dúvida.
Mas quem sou eu, né? Pro senhor e pra todos os políticos que me deixam envergonhada de ser brasileira cada vez que leio as notícias, eu sou só uma pessoa comum.

quarta-feira, julho 22, 2009

Mulher que lê

Informação óbvia para as mulheres e alerta para os homens:

Um casal sai de férias para um hotel-fazenda. O homem gosta de pescar e a mulher gosta de ler.
Certa manhã, o marido volta depois de uma noite pescando e resolve tirar uma soneca.
Apesar de não conhecer bem o lago, a mulher decide pegar o barco do marido e ler no lago.
Ela navega um pouco, ancora, e começa a ler seu livro.
Chega um guardião do parque, pára ao lado do barco da mulher e fala:
- Bom dia, Madame. O que está fazendo?
- Lendo um livro - ela responde, e pensando: será que não é óbvio?
- A senhora está em uma área restrita em que a pesca é proibida. - ele informa.
- Sinto muito, tenente, mas não estou pescando, estou lendo.
- Sim, mas com todo o equipamento de pesca. Pelo que sei, a senhora pode começar a qualquer momento. Se não sair daí imediatamente, terei que multa-lá e processa-lá.
- Se o senhor fizer isso, terei que acusá-lo de assédio sexual. - diz a mulher.
- Mas eu nem sequer a toquei! - diz o guardião.
- É verdade, mas o senhor tem todo o equipamento. Pelo que sei, pode começar a qualquer momento.
- Tenha um bom dia, Madame - ele diz e vai embora.

MORAL DA HISTÓRIA:
Nunca discuta com uma mulher que lê. Certamente ela pensa.



Mulher Lendo, Schmidt-Rottluff

terça-feira, julho 21, 2009

Como irritar uma pessoa (baseado nos signos)


Como sempre, eu não posso deixar de comentar... dessa vez o signo e o ascendente!

COMO IRRITAR UM...

ARIANO
- Fale com ele dando uma enorme pausa entre as palavras.
- Não deixe que ele fale, ou, se falar, corte pelo meio.
- Diga como quer que faça as coisas e fique controlando.
- Não demonstre paixão e aja como se você não gostasse dele.
- Levante a voz cada vez que se quiser fazer entendido.
- Dê uns cascudos na cabeça dele de vez em quando.
- Lembre sempre que eles estão querendo aparecer e, no meio de um grupo, dirija-se a ele, advertindo: "Você fala eu, eu, eu, o tempo todo..."
- Entre sem pedir licença e alugue o tempo deles numa segunda-feira de manhã.

TAURINO
- Gaste o dinheiro dele, peça para dar uma dentada no seu sanduíche ou na sua maçã, desperdice seu material, não devolva suas coisas.
- Fale com ele bem apressado, pulando direto às conclusões.
- Se estiver na casa de um deles, mude a posição dos objetos quando eles não estiverem olhando.
- Se for possível, quebre estatuetas, bibelôs ou outros objetos de decoração da casa deles e depois pergunte: "Isto não tinha mesmo muita importância, não é?"
- Encharque-se de perfume tipo "penteadeira de viúva" antes de andar de carro com ele.

GEMINIANO
- Aborreça-o com lágrimas e longos monólogos sobre sua vida emocional.
- Não converse com ele, em absoluto.
- Monopolize-o numa festa de forma que ele não possa se movimentar e nem conversar com mais ninguém.
- Repita sempre: "De onde você tirou essa idéia?"
- Peça a ele para fazer menos movimento com os braços e com as mãos em público e quando iniciar um assunto, diga: "Isso eu já sei!" Ou então: "- Lá vem você de novo!"
- Abra a porta do quarto dele e berre: "Vai sair desse telefone ou não vai?"

CANCERIANO
- Pegue objetos da gaveta dele e não os reponha no lugar.
- Insulte suas mães, com classe, é claro.
- Critique sua casa.
- Advirta-o de que ele pode perder o emprego ou que uma estrada está para ser construída, passando exatamente onde está situada sua casa.
- Diga que aquela foto de família pendurada na sala é brega, e confunda o retrato da vovó querida com o Mike Tyson.
- Critique todos as ex dele.
- Jogue fora aqueles discos que ele coleciona junto com outras raridades.
- Descubra aquele cantinho onde ele gosta de ficar e dê uma geral, mudando tudo de posição.

LEONINO
- Tente ensiná-lo alguma coisa que ele não saiba e tire um sarro no final, como se ele fosse um completo ignorante.
- Ignore-o.
- Pergunte sempre: "Qual é mesmo o seu nome?"
- Em público, não o apresente às pessoas.
- Deboche do seu gosto, da sua elegância e da sua aparência.
- Quando ele estiver dramatizando uma situação, ria quando o caso for triste e faça caretas quando contar uma piada.
- Quando ele perguntar após a transa: "Foi bom para você?", responda: "Mais ou menos..."
- Não preste atenção em nenhuma de suas histórias e depois diga: "Desculpe, nem ouvi o que você estava falando."
- Tire-o de cena, dizendo: "Depois você fala, tá?"

VIRGINIANO
- Choramingue bastante.
- Desarrume a casa dele, atrapalhe a sua programação e esqueça de fechar a pasta de dente.
- Cheire feito um gambá.
- Diante do armário do banheiro, indague: "Para que tanto remédio?"
- Faça xixi na tampa da privada ou, de preferência, no chão, em volta do vaso.
- Critique o jeito dele se vestir.
- Diga que aquele dentinho torto é um charme.
- Use os vasos de planta dele como cinzeiro e enterre os palitinhos de fósforo na terra.
- Depois de abraçá-lo longamente, revele que você está fazendo um tratamento contra piolho.

LIBRIANO
- Diga bastante: "Isso é com você, decida logo!"
- Leve-o a locais feios.
- Aja de forma grosseira em público, tire melecas, arrote, fale palavrões, vire cerveja na mesa, peça pizza de alho e depois tente beijá-lo. 
- Critique seu parceiro.
- Recuse-se a debater com ele.
- Dê para ele um CD do Tiririca.
- Faça piadinhas do tipo: "Com este vestido você fica parecendo a garota-propaganda da Ultragaz."
- Peça sempre para ele descer do muro e se assumir.

ESCORPIANO
- Faça perguntas pessoais.
- Saiba muito sobre ele e dê a entender isso.
- Obtenha mais sucesso do que ele e se vanglorie disso (isso mata qualquer escorpiano).
- Repita sempre: "Isso não é da sua conta!"
- Abra e remexa suas gavetas.
- Escreva coisas na sua agenda em código e depois deixe que ele a encontre por acaso.
- Cochiche com outras pessoas olhando para ele e rindo de vez em quando.

SAGITARIANO
- Dê a ele muitas responsabilidades.
- Coloque realismo na sua filosofia.
- Nunca ria das piadas dele.
- Não tope nenhuma aventura ou quebra de rotina e esteja sempre de mau humor.
- Quando pintar aquela aventura, diga com ar entediado: "Não estou a fim..."
- Não aceite nenhum tipo de disputa ou jogo.
- Repita sempre: "Isso são horas?"
- Faça tudo para impedir aquela viagem de férias dele.
- Faça insinuações sobre a pouca cultura dos pais dele ou de outros familiares.

CAPRICORNIANO
- Organize tudo para que ele se sinta inútil.
- Lembre-o da sua baixa posição social.
- Embarace-o em público: faça escândalos, berre com ele e brigue com o caixa por causa dele.
- Deixe-o esperando e nunca chegue na hora marcada.
- Perca ou esqueça coisas importantes que ele confia a você, como documentos, chaves ou a carteira.
- Repita sempre: "Você não tem responsabilidade!" (nada chateia tanto um capricorniano como ser chamado de irresponsável)
- Insinue que ele está saindo com a chefe para crescer na empresa.
- Repita, de tempos em tempos: "Você é um chato!"

AQUARIANO
- Torne-se pessoal e íntimo.
- Ao encontrá-lo, dê um longo abraço e fique apertando-o contra o peito, emocionado, lacrimejante.
- Insista para que ele ligue várias vezes ao dia para posicioná-lo de seus movimentos.
- Mude-se para a casa dele.
- Faça-se passar por burro e tapado e ainda queira ter razão.
- Diga a ele o que ele deve fazer, quando e como fazer.
- Exiba seus valores materiais na cara dele, tipo carro, jóias, dinheiro e posição social.
- Pergunte sempre: "O que é que você está pensando?"
- Cite seus amigos sempre pelo nome e sobrenome.

PISCIANO
- Diga para ele se agarrar a si mesmo.
- Marque um encontro com ele num local brilhante, barulhento e superpovoado.
- Deixe-o falando sem parar e depois diga que não entendeu nada.
- Grite, fale aos berros.
- Conte os seus segredos e deixe-os ficar emocionados com a sua sinceridade, depois ria e pergunte: "Mas você acreditou nisso?" 
- Convide-o para olhar as estrelas e fale sobre alíquotas de exportação e importação o tempo todo.
- Arranhe o CD do Djavan dele, apague o cigarro no cristal que ele usa para meditar, deixe cair sua máquina fotográfica e sublinhe os livros que pegou emprestados dele.
- Escolha filmes violentos. 
- Repita sempre que este negócio de romance, flores e bombons é tudo coisa de boiola.
- E pergunte sempre: "Você não vai tomar banho antes de dormir?"