quarta-feira, março 24, 2010

De decepções e recomeços

Já dizia o poeta (tá, nem sei se foi um poeta, mas whatever, é um bom começo de post, nénão?):

'Se não quiser nunca se decepcionar com os outros, não crie expectativas com ninguém.'

É fato, as pessoas nunca agem da forma como gostaríamos que agissem, pelo menos não durante todo o tempo. Mesmo as pessoas consideradas mais previsíveis às vezes surtam e surpreendem a galere. Resultado: corações partidos, amizades abaladas, aquela sensação azeda de não conhecer de verdade uma pessoa que você seria capaz de jurar que conhecia....

Mas é assim mesmo que a banda toca, por mais cínico que pareça - e eu na verdade chamo isso de auto-prevenção, não de cinismo -, o único jeito de não se decepcionar com os outros é... não esperando absolutamente nada deles. Mas isso é beeeeem complicado, e aí vêm as decepções. Dá pra evitar?

Infelizmente, as pessoas não vêm com um luminoso em volta delas que nos dê exatamente a dimensão do caráter delas. Já pensou que show?

**- Queria te apresentar uma amiga minha, aqui, essa é a...
Você olha e em volta do ser tá escrito, em neon 'NÃO CHEGUE PERTO! SOU LOUCA E SE UM DIA NOSSA AMIZADE ACABAR VOU SAIR POR AÍ FALANDO MAL DE VOCÊ PRA TODO MUNDO'. Você sorri magnânima, vira pro seu interlocutor e diz:
- Não, obrigada, já jantei.**

***- Tem um amigo meu querendo te conhecer. Aquele ali, ó.
Você olha e tá lá 'NEM PENSE NISSO. SOU O CARA MAIS ENROLADO DO MUNDO, MENTIROSO E MAU-CARÁTER'
- Humm. Nem rola, queridoãm.***

**- Oi, gata, tudo bem?
'SOU UM PSICOPATA'- O.O É uma cilada, Bino!!!**


Seria muito bom mesmo se víssemos com antemão os estragos que certas pessoas estão destinadas a fazer em nossas vidas. Afinal, pequenos ou grandes, são sempre estragos. Cabe a nós termos o discernimento de não nos deixar abalar por eles, de crescer com cada tombo, aprendendo a levantar cada vez mais rápido. Afinal, esse é nosso papel na Terra, pagar pelos erros anteriores.

Estamos aqui justamente para aprender com a dor que causamos e crescer com as provas pelas quais passamos. Outro dia ouvi uma frase ótima: 'Ninguém dá uma prova de vestibular para uma criança de 4ª série.' Ou seja, os obstáculos que enfrentamos pelo caminho são feitos sob medida para nós, nunca intransponíveis.

Muita gente vai entrar em nossas vidas pro bem, mas muitas chegam pro 'mal'. As aspas estão aí porque são justamente esses seres que vão nos ajudar a endurecer nossa couraça. São eles, com suas atitudes - que não entendemos ou não aceitamos - que vão nos fazer pensar em sermos melhores. Vai dizer que você nunca teve o impulso de se vingar daquela ex-amiga que mandou aquela sua foto comprometedora pra todo mundo, mas no último momento decidiu ser melhor que ela, relevando e fazendo do episódio uma piada? Vai dizer que você nunca quis furar os olhos daquela ex-namorada maluca que resolveu encher o saco da atual pelo orkut, mas percebeu que a melhor arma era justamente nem responder aos ataques da louca? Com certeza, a atitude correta em situações como essas nos fazem mais respeitados, mais sábios, mais fortes. Afinal, outras provas virão.

E como dizia o poeta (e num é que a frase serve pra fechar o post também?):

A dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional.



Pra ler ouvindo "Hard as a Rock", AC/DC