quinta-feira, fevereiro 04, 2010

Chupa!!

Post rascunhado que...
... só veio à tona sob encomenda da minha mais fiel leitora! Valeu, Rô!
... foi livremente inspirado nesse texto aqui.
... e é dedicado ao ‘mastro’ de Eduardo Allgayer. hahaha



Falar de boquete é uma coisa meio chata... muito melhor fazer. aloka

Não sei dizer a porcentagem de mulheres que não gostam de fazer bola-gato, mas imagino que sejam muitas – eu não estou inclusa, pelo menos não completamente. Não é uma coisa que eu me sinta EXTREMAMENTE FELIZ em fazer, admito. Mas acho que é parte importante das preliminares, e para as duas partes.
É na laranjada que a mulher pode enlouquecer ou destruir completamente um cara. Se ela sabe fazer, é a glória, mas se não sabe, é o fim. Pode ter certeza que ele perde grande parte do tesão. E saber fazer independe de boca grande – se bem que, com lábios grossos, o cara já delira só de pensar. Como estávamos fofocando comentando eu e a Rô: com uma boca assim, chega a ser maldade não fazer sexo oral no cara. E sexo oral e copo d’água não se nega a ninguém, compreendido?
Blow-job bom é aquele feito com alma. Parece besteira, mas não é. Tem que ter vontade, tesão, literalmente. Pegar com as duas mãos, lamber, chupar, beijar, até morder – com moderação, claro. De cima pra baixo, de baixo pra cima, devagar, rápido, e muito, muito importante: olhando nos olhos dele.
Tem quem goste de um trabalho que abranja toda a área – ah, esse caso é complicado. Porque aí vem uma grande problemática da felação: os pêlos. Muito se fala sobre a depilação feminina, mas os homens nem pensam nisso. Bom, pra mim homem tem que ter perna cabeluda, mas veja bem, eu não chupo o joelho de ninguém. Então, meu querido, onde você quiser que a garota coloque a boca, faça o favor de pelo menos aparar o arbusto. Fica mais bonito e mais HIGIÊNICO. APARA, FDP!! Ninguém merece pêlo nos dentes.
Outro grande problema pra mulherada – eu inclusa – é a duração da chupeta. Porque o homem sempre prolonga ao mááááááááááááximo quando o prazer é dele, mas na nossa vez, a coisa toda acaba em um piscar de olhos. Por isso eu tenho uma regra de ouro: se você quer, chupa primeiro. Aí eu analiso duração, talento, criatividade, boa-vontade... e recompenso na mesma moeda, afinal sou libriana e justiça pra mim é tudo.
O que a mulher não pode se esquecer jamais é que o homem é um ser completa, total e absolutamente apaixonado... pelo próprio pau. Ele não presta atenção em mais nada, não vê as lágrimas nos seus olhos, não percebe que tá enfiando na sua garganta e te levando a um estado perigoso de ânsia de vômito; não vê que seus joelhos estão em carne viva; nem que você está ficando meio roxa e parece estar desmaiando por não conseguir respirar. Na hora do chupisco, tenha jogo-de-cintura, amiga! E um kit de primeiros-socorros, também.
Bom, se a mulher consegue sobreviver a tudo isso, vem o ápice do problema: ele vai gozar! FO-DEU! E agora? Cospe? Engole? Finge que engole e cospe? Pede ajuda pros universitários? Põe a culpa na crise mundial? Bom, vai de cada uma. Se for pra cuspir, pelo menos cospe com classe: vai até o banheiro, disfarça, e pelamor, nada de escarrar (urgh!). E sem fazer cara de nojo, senão, nem deixa gozar na boca. Deixa só na cara. Mas detalhe: se deixar na cara, fecha os olhos, aquilo arde pra porra. (entendeu? Hã? Hã?)
De resto, o que eu posso dizer? Só uma frase: CAI DE BOCA!

E pra fechar, uma ilustração que eu vi no Não Salvo:


4 comentários:

Rosana Ferreira disse...

kkkkkkkkkkk... boa! Nada a acrescentar rsrs

disse...

Tenho duas coisas a falar: Rosana! Vc sempre me surpreendeu, em todos os aspectos ! humm...., mas dessa vez, ahhhhh seu eu te pego ! rsrs.. Muitos Beijos pra ti.

Bom, a outra coisa que tenho para dizer é que o texto é maravilhoso e deixa a entender um pouco do universo feminino se tratando de sexo oral, porém acho que eu conheço outras espécies de vocês que valeria a pena contar em pelo menos outros tópicos...Beijos Débora e prazer em conhecê-la.

Eli disse...

Excelente o texto, ri muito e concordo com vc que é melhor que ele faça primeiro, daí a gente sabe se merece ou não.
Ahhh, tem uma coisa odiosa tb, ficar empurrando a gente prá baixo, ainda mais qdo o cara não chega nem perto da nossa "dita-cuja", isso é ser um tremendo cara de pau mesmo!!!!

EU disse...

Gozei.
Kiss
oralsemfrescura.blogspot